quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Meu namorado sai com as minhas amigas mesmo sabendo que isso me incomoda.

Pergunta: Oi Rita, espero muito sua resposta poi's estou sofrendo. Moro no exterior com meu namorado Estamos juntos ha 10 anos e 3 morando juntos, quando venho so Brasil visitar minha familia ele aproveita pra sair com minhas amigas e isso me deixa extremamente triste pois ja o pedi varias vezes para nao fazer isso. E a resposta e sempre a mesma, so estou sendo gentil. Ele trata minhas amigas com muita intimidate e isso me deixa constrangida. Estou com odio e cansada de ser desrespeitada. Sempre que converso com ele sobre essa intimidade com minhas amigas ele faz questao de contar pra elas e diz que estou morrendo de ciumes e comeca a rir. Estou decidida a dar um ponto final Nessa relacao, me ensina um jeito de fazer isso sem que ele perceba minha frustracao e magoa. Obrigada (Juju) Rita: Oi Juju, Primeiramente, você deve parar e analisar porque você chama essas pessoas de amigas. Se é verdade que seu namorado comenta com elas que você se sente desconfortável com a situação de ele sair com as mesmas, a partir desse momento, você deve parar e analisar a reação delas diante disso. Se elas também riem ou acham engraçado, então elas não são suas amigas. O que se esperaria de uma verdadeira amizade seria que, diante dessas circunstâncias, ela fosse te procurar pra ter certeza de que o que ele esta falando confere com a realidade. Aí, se você afirma que sim, ela jamais aceitaria sair com ele uma segunda vez. Talvez, o primeiro relacionamento que você deva romper, seja o seu com essas amizades. De forma alguma, estou retirando a parcela de culpa do seu namorado. Mas se vocês terminarem o namoro e, no entanto, você continuar frequentando esse mesmo círculo de pessoas, você poderá enfrentar problemas bastantes similares, pois definitivamente essas amizades não estão preocupadas com os seus sentimentos. De maneira similar, se o seu namorado continua agindo naquilo que te faz sofrer, ele esta desafiando os seus limites. Por isso, se você pensa terminar a relação, você deve fazê-lo de forma em que ele sim, saiba o motivo. Ele mesmo criou esse distanciamento, esse obstáculo entre vocês em cada vez que ele escolheu ignorar o seu pedido. Por isso você deve dizer que foi a falta de respeito e consideração que levaram você a tomar essa medida. Agora, algo que você deve saber é que, mesmo que você termine, você precisa sair de tudo isso com um aprendizado. O primeiro e mais importante é jamais deixar o ódio tomar conta do seu Ser. Esta bem se você quer decidir dessa vez ir embora porque com ele nem todos os seus pedidos foram suficientes. No entanto, saiba que na vida muitas pessoas vão querer e vão tentar te desrespeitar. Se não for seu parceiro, poderão ser os filhos, um funcionário, um chefe, os seus pais ou os seus vizinhos. Mas se você, desde agora, cada vez que sentir o ódio e a raiva, parar tudo que estiver fazendo e fechar os olhos e meditar concentrando-se no silêncio e na luz, você vai aprender a dissolver o ódio e transformar-lo em algo melhor. A partir daí, conforme você praticar isso mais e mais, você irá aos poucos criando uma atmosfera ao seu redor. E agora, esse é um dos conhecimentos mais valiosos e que só muito poucos sabem: não é tanto o diálogo, a psicologia, a articulação das palavras certas que vão fazer você ser respeitada. Claro que isso também é parte. Mas, acima de tudo, a maneira como os outros te tratam e te percebem é quase cem por cento, e até me arrisco a dizer, em vários casos, cem por cento definida por uma razão energética. Se você cria ao seu redor a esfera feita de tudo aquilo que emana amor próprio, gratidão, sabedoria e serenidade, quem quer que se aproxime de você, vai perceber. E essa percepção ocorre no plano que esta além dos sentidos. Ou seja, é uma percepção energética. E não é porque você sabe se impor, não é porque você tem doutorado ou um título muito importante, que as pessoas vão te respeitar. Mas sim por causa da energia que você criou ao seu redor. Você pode fazer crescer a sua alma, fazer ela atingir um tamanho que ocupe todo o quarto aonde você esta. E isso é possível para qualquer um de nós. É como se todos fôssemos uma casa e tivéssemos um jardim ao redor. E meditar na doçura que é a graça divina é adorná-lo, plantar mais flores e perfumá-lo com toda essa fragrância. Abraços, Rita Cascia