terça-feira, 26 de junho de 2012

Meu marido não me respeita.

Pergunta:

Rita
tenho 20 anos sou casada com um homem de 35.nos conhecemos e se apaixonamos começamos a namorar e um tempinho depois a morar juntos tudo isso tem 2 anos.ele já tem 2 filhos..nossa relação é tranquila pois elevo muita coisa  detesto brigas gritarias etc enfim por esse fato acabo engolindo muita coisa e ficando surpe triste...tenho ciúmes mais não demostro pois detesto essas cenas mais as vezes é inevitavel não senti.ele encara muita outras mulheres como diz o ditado
popular vive dando mole mais discretamente sabe?não brigo mais quando comento ele diz que estava sendo só simpatico.mais eu sei que não..me sinto surpe mal por sabe que a maioria das vezes essas mulheres me conhecem e talvez podem
fica achando que ele não me respeita ou que não ta nem ai...não sei oq fazer gosto dele..mais tambem isso me faz ficar muito triste e baixa minha auto estima..não falo isso pra ele não quero alimenta mais o que ele faz oque devo fazer?tive que enfrenta muita coisa pra ficar com ele..
aguento filhos..faço tudo dou o melhor de mim...isso me faz me senti horrivel.



(Enviado por Vanessa)

Rita:

Querida Vanessa,

Muitas vezes o melhor a fazer é relevar, mas apenas quando você esta espiritualmente pronta para isso. Caso contrário, o melhor é ser total e falar a verdade do coração, pois isso é parte do que te leva ao crescimento que um dia a permitirá relevar tudo sem se machucar.

Imagine que existe um rato vivendo em baixo do seu colchão. Você pode passar a sua vida inteira ignorando-o para evitar uma luta, mas isso não vai fazer com que ele deixe de existir. E enquanto ele ainda estiver aí, mesmo que você não o perceba com os olhos, você e sua família estão sendo diariamente expostas às suas doenças.

Tudo o que o rato precisa para continuar sobrevivendo é o ambiente escuro e protegido da luz. Se um dia você quiser removê-lo, você pode estar certa de que haverá uma grande correria, gritaria e confusão, mas tudo isso é necessário para que ele vá embora e você e aqueles que você ama tenham uma melhor qualidade de vida.

E o rato não é o seu marido, mas sim a sua atitude que esta te causando tanto sofrimento. Essa maneira de agir é o rato escondido e a dor que ela causa é a doença. E você deve saber que, a sua dor, embora você pense que atinge apenas a você mesma, é exatamente como uma doença transmitida pelo rato. Ela é capaz de envenenar não só você, mas também o seu marido e os filhos que você vierem a ter.

A razão de que muitas pessoas têm tantas feridas é que desde pequenas elas são criadas em famílias envenenadas. Tudo começa com o pai que possui uma atitude abusiva e a mãe se sente impotente e incapaz de mudá-lo. Então a dor da mãe é transmitida aos filhos através da energia colocada no alimento, da forma de educar, das idéias repletas de medos e frustrações e mais do que tudo, da interrupção do fluxo amoroso. O amor não pode fluir completamente da mãe para essa família, porque ela se sente miserável.


Por isso, você pode pensar que esta dando o melhor de si, mas se você ainda não atingiu a elevação espiritual que seria necessária para relevar o tratamento que seu marido esta te dando, você esta dando apenas um resto de si, como o bagaço de uma fruta. E você não precisa tentar forçar o crescimento. O crescimento da alma ocorrerá naturalmente. Por enquanto, seu trabalho é apenas ser total. Se você se sente machucada, chore, fale o que é aquilo que esta te ferindo. Seja total não só na alegria, mas também na dor.


E se você quer dar o melhor de si, comece criando o cenário que te possibilite fluir em amor. Enquanto você se sentir horrível, o que vier de você pode ser qualquer coisa, exceto amor.


Agora chegou o momento em que você deve levantar esse colchão e deixar entrar a luz. Você pode dizer tudo o que você disse aqui no seu relato, ou simplesmente que o comportamento dele é inapropriado e que ele não gostaria que você se comportasse assim com conhecidos dele. Se você tiver medo de gritos e agressividade, procure ter uma conversa num lugar público se isso a faz se sentir mais segura.

Lembre-se Vanessa, muita discussão e lágrimas podem surgir de uma exposição à luz dos seus próprios sentimentos, mas isso é o que é preciso para que esse rato se mova. É claro que não é nada bela a cena de alguém correndo pela casa atrás de um roedor com uma vassoura mas, no final, isso é o que é necessário para que a limpeza aconteça.

E se não funcionar da primeira vez, não desista, porque essa é a sua vida. É mais fácil que o Sol e a lua troquem de posição entre eles do que coisas continuarem as mesmas depois de se falar a verdade do coração uma e outra vez.

Amor,

Rita Cascia  



*FAVOR CLICAR NOS NOSSOS ANÚNCIOS COMO FORMA DE APOIAR O SITE!

*PARA SE TORNAR UMA SEGUIDORA, CLIQUE NO BOTÃO “JOIN THIS SITE” À ESQUERDA E FAÇA LOG-IN COM SUA CONTA DE GOOGLE, TWITTER OU YAHOO!