sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Será que meu noivo deixará de ser ciumento depois que nos casarmos?


 Pergunta: Olá Rita, tudo bem?

Sempre que posso, estou visitando o seu perfil para ler os conselhos que vc dá as pessoas! acho muito bonito o que vc faz, que é tentar ajudar as pessoas com palavras sinceras!

E é por isso que hoje resolvi lhe escrever o desabafar o que venho sentindo!

mas, com muito respeito a vc, preferi não me identificar..

Eu tenho 20 anos, moro com meus pais, tenho um irmão e juntos formamos uma familia, graças a Deus muito feliz e unida! Minha relaçao com meus pais é ótima, claro que as vezes nos desentendemos, vivemos no nosso lar num clima muito tranquilo...

Porém, eu namoro a mais de 3 anos, com um rapaz que mora numa cidade a 480 kilometros longe da minha. Até o 1º ano de namoro, nos davamos super bem, até porque as vezes até a comunicação era mais pouca, devido a distancia. Mas nos anos após, que eu pude ter acesso a internet e então pudemos nos falar com mais frequencia, começamos a ter desentendimentos por coisas muitas vezes bobas. Mas o fato é que, a gente foi levando, levando assim, e hoje estou numa cituação dificil, porque ele sempre que brigamos se torna grosso, grita comigo, não tem paciencia e o pior, seu ciume esta doentio. Eu não posso nem conversar com minhas colegas, tem cuime do meu serviço, do meu curso, de tudo que vc imaginar, ele não quer que eu me relacione com as pessoas, parece que quer que eu fique isolada, guardada só pra ele!!!!

Aí há alguns meses, ele me pediu em noivado, e eu como gosto aceitei, porque as vezes tenho esperança de que se nos casarmos, e estarmos juntos ele pode mudar essa atitude do ciume. Mas ultimamente, ele acha tantos motivos para pegar no meu pé, cobrar as coisas, e até a duvidar de mim, que eu estou me cansando dele, tem dia que nem da vontade de conversar com ele. E por eu ficar assim desanimada, ele vem me tacar coisas na cara tipo: vc nem se importa comigo, vc não liga pra mim, vc me deixou em segundo plano! Aí Rita, não to aguentando mais!

E para completar, estou fazendo aula de auto-escola, e o instrutor é um rapaz muito simpatico, conversa comigo, faz brincadeiras legais, e aí por eu estar tao deprimida por ter ao meu lado alguem que só faz isso comigo, parece que estou tendo um certo interesse pelo professor, porque nos momentos que estou com ele me sinto bem, esqueço de tudo isso, me descontraio sabe. E esse meu professor, ele disse que está enrolado com uma moça, mas que tambem está desanimado, e aí ja me perguntou varias vezes, se eu vou mesmo me casar, porque sou tao nova, deveria de aproveitar mais a vida!

Aí estou com duvidas!!! muito indecisa, tenho medo de estar alimentando falsas esperanças com este outro rapaz, de me apaixonar de verdade....

Mas por outro lado, não tenho mais vontade de casar, porque e se meu namorado não mudar??? Tipo assim: tenho medo de investir no outro rapaz e perder o que tenho a 3 anos, mas tambem tenho medo de ficar com o que ja tenho e não ser feliz, não ter aproveitado minha juventude, (mas quando falo aproveitar, é claro que sao com coisas boas, não com bagunças, nem sou disso) porque as vezes sinto que não tenho o mesmo sentimento que antes. O que vc me aconselha Rita?

Ficarei eternamente grata!!!



(Enviado por Leitora Secreta, em 20 de novembro de 2010)





Rita: Querida Leitora Secreta,

   Rita gosta de dizer que a verdade sempre é clara. Se você analisar a sua situação com inocência no coração, deixando de lado os medos e desejos, você poderá enxergar tudo aquilo que é simples. A Existência sempre fala com você, mas não através de palavras, sim de fatos, de circunstâncias. Se você vive cada momento com consciência e conectada com o seu espírito, as respostas sempre aparecerão naturalmente.

   O seu noivo sente ciúmes e deixa isto transparecer de uma maneira agressiva. Isto pode parecer não ter sentido para você e para qualquer um, exceto para ele. Na mente dele, por razões do subconsciente que podem ser inúmeras, o ciúme que ele sente por você é válido. E o subconsciente de outra pessoa, não cabe a você tentar compreender.

   Ele pode ter tido más-experiências nas suas relações amorosas passadas ou pode ser que seu pai tivesse ciúmes da sua mãe e ele inconscientemente hoje o imita, pode ser por diversas causas. A questão é que algo criou um medo dentro dele e qualquer atitude sua (ou falta de atitude) pode despertar nele este medo que ele tem guardado, porque o ciúme nada mais é do que uma expressão de um temor reprimido. E é a partir daí, quando esta insegurança desperta, que a mente dele busca razões para agir da maneira como age com você.

   Você não precisa tentar entender o porquê, mas algo na mente dele o faz se sentir inseguro em relação aos seus sentimentos por ele. Na mente dele, ele é a vítima e você é a vilã que o faz sofrer. Para ele, você não transmite a segurança que ele necessita. E, uma vez que o ciúme vem do medo que está no subconsciente, sempre haverá razões para sentir ciúmes. A mente sempre buscará uma razão, não importa o quanto você se isole, se feche e se guarde só para ele.

   Isto só irá mudar quando ele decidir que quer mudar e esta decisão atingir o subconsciente. E você se tornar cada vez mais exclusiva para ele a fim de tentar não despertar esta criatura do medo que às vezes adormece, não irá ajudá-lo. O bicho sempre estará aí. Talvez adormecido, pois você terá aprendido ao longo dos anos a não despertá-lo, mas ele não deixará de existir. O ciúme só acabará quando esta criatura deixar de existir e somente o seu noivo pode decidir tirá-lo daí definitivamente. Porém, esta é uma busca interna, o poder esta dentro dele e não em você. Você pode tentar explicá-lo e dizer tudo isso a ele, mas a decisão de mudar terá que vir de dentro dele.

   O casamento é apenas uma maneira de você fazer ele se sentir mais seguro superficialmente, pois uma vez que você estará mais próxima, ele talvez terá menos razões para que o ciúme desperte. Porém, o casamento em si não irá remover a verdadeira raiz de dentro dele. Ao contrário, poderá até alimentá-la, pois a obsessão pode se tornar cada vez maior à medida que ele sente que realmente tem controle sobre você. Quanto mais medo você tem que os episódios de ciúmes se repitam, mais você age com cautela para não desencadear tais episódios e isso, na visão dele, apenas reafirma que a maneira de agir dele esta correta, pois ele sente que esta obtendo os resultados que desejava.

   Veja bem, você contou à Rita vários detalhes do que você está vivendo, mas a essência de todo o conflito está no fato de que o pedido de noivado veio depois que os desentendimentos haviam tido início. Como você já deve ter compreendido até agora, aos olhos do seu noivo, existe uma razão muito justa para ele agir assim. E o fato de ele se vitimizar diante de você, reflete mais ainda essa maneira de pensar. Portanto, você deve ter muito claro para si mesma que quando ele resolveu te pedir em noivado, ele criou expectativas em relação a você, de que você irá mudar com o casamento, assim como você criou esperanças em relação ao comportamento dele.

   Em meio a toda angústia e sofrimento que ele sente a cada discussão, ele assumiu um dia que, se vocês se casassem, você mudaria e não o daria mais motivos para ele ficar irritado e sentir ciúmes. Claro que você não dá motivos, mas na mente dele, sim. Então, dando-lhe o anel de noivado, ele criou a esperança de que você irá se sentir como mulher dele e se comportará da maneira que ele espera.

   Por outro lado, você espera que ele irá mudar, que ele irá deixar de ter ciúmes pelo simples fato de vocês viverem sob o mesmo teto. Você espera que mesmo que você continue trabalhando, vendo suas amizades, freqüentando seu curso, estarem casados e viverem juntos, são aspectos que irão fazê-lo se sentir mais seguro de que você quer estar só com ele e que ele não esta em segundo plano na sua vida.

   Ambos estão esperando algo um do outro e tudo isto não poderá funcionar se as expectativas são opostas, isto porque elas se chocam, entram em conflito, então alguém irá acabar decepcionado.

   Lembre-se também de algo, querida Leitora Secreta: que no início, quando era menor a comunicação, não havia brigas e, a medida que a comunicação foi aumentando, as discussões foram aumentando. E isto diz algo a você, pois uma vez casados, vocês terão um convívio muito maior e mais intenso e então é provável que as discussões aumentem ainda mais. E para se casar você não pode ter qualquer dúvida. Você tem que ter certeza com todo o seu ser que esta é a pessoa com quem você quer estar, da maneira como ela é agora, sem que ela tenha que mudar para então você começar a aceitá-la. E, ainda menos, que ela tenha que mudar num aspecto que a define quase em sua totalidade. Se noventa por cento do caráter do seu noivo é definido por ser alguém ciumento, você precisa que haja uma mudança quase total depois do casamento para que vocês possam viver em harmonia.  

   Se você sente que o ama e quer seguir com ele, você deve escolher se o ajuda da maneira correta ou se decide seguir com a sua vida até atrair outra pessoa com quem você possa compartilhar amor verdadeiro. E ajudá-lo não é agir de acordo com os medos dele, agir pisando em ovos, para não provoca nele as crises de ciúmes. Desta maneira, nem ele nem você estariam crescendo. Ajudá-lo trata-se de, através do diálogo, fazê-lo compreender que o ciúmes é apenas um medo do qual ele mesmo precisa querer se curar. Fazê-lo compreender que o poder está nele e que se ele te ama e quer mesmo continuar com você, ele precisa olhar para o seu interior e decidir deixar ir embora a insegurança.

   Entretanto, estar receptivo em ser ajudado requer um desejo de mudança muito grande, exige algo que venha de dentro dele. E isto pode ser como escalar o Monte Everest se, por cima de todo este medo, há um ego muito grande, que impede a visão da realidade, que não o deixa admitir de forma alguma que algo está errado desde o interior, que as brigas não acontecem apenas pela culpa do outro. Se é possível? Sim! Mas lembre-se que você estará navegando sobre o desconhecido e você não sabe o que poderá encontrar pelo caminho. Agora cabe a você decidir em que você quer concentrar as suas energias nesta fase da sua vida.

   A situação com o professor da auto-escola é apenas algo que te faz sentir melhor agora. Qualquer que seja sua decisão quanto ao seu noivo, tome-a não com o sentimento de que o está trocando pelo professor. Isto apenas geraria expectativas em relação a este rapaz e, se você vem a descobrir depois de algum tempo que isto era apenas uma aventura, você poderá se decepcionar e sentir-se arrependida de ter deixado alguém que te pediu em noivado em troca de um breve romance.

   Se você escolhe deixar seu noivo, decida que você, no coração, tem certeza que não iria ser feliz com ele, porque você tem consciência que o ciúme dele é algo que ele deve querer mudar e ele não esta disposto a fazer isso por você e por ele logo, você não pode fazer nada para mudá-lo e só iria sofrer no relacionamento. Se você termina o noivado com esta percepção, então você nunca irá se arrepender, pois esta é uma decisão tomada com o que você decidiu no coração, a partir de uma visão clara dos fatos.

   Isto é diferente de deixá-lo por declarar a si mesma que não agüenta mais os ciúmes então você irá tentar outro relacionamento para suprir este. Isto seria apenas misturar duas questões diferentes. Uma questão é o seu rompimento, que deve ter uma razão muito clara para você, indiscutível, para que depois você não venha a sentir que tinha algo que deixou escapar. Outra, é um professor agradável, que já esta envolvido com outra garota e que te faz sorrir, fazendo com que você se sinta atraída talvez até mesmo por você estar mais vulnerável neste momento.

   Primeiramente, se você esta disposta a terminar com o seu noivo, você não deve declarar a si mesma que agora você tem algo que você possa vir a querer novamente. Você precisa ter certeza que o que você tem nas mãos agora, não é uma chance de ser feliz, mas sim uma relação muito conflituosa, que esta se desgastando dia-após-dia e que a tendência dela é se desgastar cada vez mais, e que não há nada que você possa fazer para mudá-la. Que você não quer gastar suas energias nisso, em tentar fazer com que o seu noivo mude. Que você quer usar suas energias para fluir e atrair pessoas que também estejam fluindo. Acredite nisso no coração, então você nunca irá se sentir arrependida, simplesmente porque, com atitude positiva, você irá atrair apenas coisas positivas. Se você sai de um relacionamento com o medo de se arrepender, você estará vibrando numa freqüência negativa, irá atrair situações negativas e, no final, acabará de fato se arrependendo!

   Querida Leitora Secreta, você é bastante jovem e possui uma grande vontade de viver e experimentar coisas novas. A Existência sempre está dando chance a todos de fluir em amor mas, aqueles mais receptivos, acabam por ter ainda mais chances de compartilhar energia amorosa. Você, Leitora Secreta, parece ser uma dessas pessoas. Por isso, o conselho da Rita é que você coloque suas energias em vibrar nesta freqüencia do amor e da alegria e você irá atrair cada vez mais seres como você.

   E não pense que você perdeu três anos da sua juventude, pois isto é o mesmo que dizer que o outono e o inverno são tempo desperdiçado para uma flor. Para que floresça, ela precisa passar por todas as estações do ano e, se você tenta abri-la com as mãos, forçando-a antes do tempo, você a mata. Ela precisa desabrochar naturalmente, no exato momento em que estiver pronta.

   E ninguém deixa de gostar de uma flor porque é preciso esperar meses para vê-la em seu máximo explendor, pelo contrário, esta demora é o que a faz tão especial. E a espera não é dura e nem sequer é espera, se você compreende que cada pequena fase da sua vida é única e nenhuma é menos importante ou menos bela do que o florescer. Cada etapa traz o seu encanto e o seu mistério. E o mais importante, uma não pode existir sem a outra.

   Você, Leitora Secreta, é como uma bela flor que está ainda se desenvolvendo, e a mesma Existência que orquestra o florescimento das outras flores é aquela que orquestra o seu. Tudo está sob o comando de uma só energia criadora, a qual é plena e perfeita, portanto, confie na Existência e entregue-se ao seu poder e você irá desabrochar com a mesma beleza e perfeição da sua flor favorita.

Paz e luz,

Rita Cascia

*PARA SE TORNAR UMA SEGUIDORA DO BLOG, CLIQUE NO BOTÃO “FOLLOW” À ESQUERDA E FAÇA LOG-IN COM SUA CONTA DE GOOGLE (A MESMA DO ORKUT), TWITTER OU YAHOO!