terça-feira, 30 de novembro de 2010

Eu posso ter sido atingida por alguma energia negativa vinda da mãe do meu ex-namorado?




Pergunta: Oi...Rita!
Minha pergunta é a seguinte: Eu estava namorando um rapaz havia dois meses, ele tinha saído de um relacionamento ruim havia pouco tempo (só descobri depois que terminamos). Ele parecia perfeito pra mim, então, acho que na ansiedade de torná-lo meu namorado (pois até hj aos 26 anos, só tive 2, e ainda tem a pressão familiar), acho que forcei a situação. Convidei-o para ir conhecer meus pais e ele foi, até então tudo bem. E para ser recíproco ele me convidou para conhecer os pais dele, detalhe, ele é filho único e a mãe é ciumenta e possessiva. Enfim, já fui com certo receio em não agradar, o fato é que fui apresentada como a garota que está "ficando" não como namorada, ela me olhava meio estranho e só enumerava os defeitos do filho dela, na hora do almoço, enquanto ela me olhava, eu comecei a me sentir mal, um formigamento nas mãos e pés e náuseas. Minha mãe comentou que cheguei em casa com os olhos fundos, rsrs. Porém, depois desse dia, eu comecei a passar mal na presença dele também, sentia náusea e mal estar, e também um sentimento de inferioridade estranho. Enfim, o comportamento dele mudou um pouco depois que fui até a casa dele, e como sempre me sentia mal perto dele, resolvi por fim no namoro (ele aceitou numa boa...rs).Só que agora, eu estou com medo que isso aconteça com outros rapazes, e estou com medo de namorar novamente. Enfim, depois dessa longa introdução, gostaria de te perguntar, se eu posso ter sido atingida por alguma energia negativa vinda da mãe ou dele mesmo?? Porque depois que terminei o namoro, tudo voltou ao normal na minha vida, exceto o medo de que isso aconteça denovo. Aguardo sua resposta!!

(Enviado por Alice, em 19 de novembro de 2010)

Rita: Querida Alice,

   Tudo o que é conhecido como o mal ou como negativo, nada mais é do que diferentes formas de representar a falta da energia do amor, que é a energia que move o Universo.
   Assim como o Sol esta sempre brilhando e a noite é apenas o fenômeno que ocorre quando não se pode vê-lo, o poder do amor, ou a energia positiva, sempre estão presentes. Da mesma forma que não existe um astro que toma o lugar do Sol para “emitir escuridão”, não há qualquer tipo de energia capaz de emitir algum poder negativo sobre você. O único que ocorre é que quando alguém toma atitudes inconscientes, sem o propósito de amor e compaixão, o fluxo da energia do amor é interrompido, então o que resta é apenas escuridão.
   Muitos chamam esta energia do amor de prana. Todo o Universo esta feito de prana e é dele que todos os seres necessitam para viver. Quanto mais em harmonia com a natureza divina do Universo você se encontra, mais prana há em você. Neste momento, há prana dentro e fora de você, mas você precisa aprender como torná-lo menos sutil.
   Você é alguém com muito prana e como o mesmo é o combustível da vida, todos o querem, mesmo que de forma inconsciente. Sim, há aqueles que não conseguem deixar fluir o prana neles mesmos e, por essa razão, eles estão constantemente se sentindo sem vida, sempre com fome de algo. Eles sentem a falta desta energia, e este fluxo nunca se tornará  abundante enquanto eles não desenvolvem a consciência de que estão conectados à sua fonte inesgotável, que é o Universo.  
   Se não há a consciência, a conexão não pode ser experimentada e, por isso, estas pessoas sentem que estão perdendo cada vez mais deste poder e, então, quando sentem a presença dele em alguém mais, elas tentam sugá-lo. E, se você não tem muito claro dentro de si mesma que você pode escolher para onde direcionar o próprio prana, você apenas se deixa ser sugada e naturalmente se sentirá debilitada, pois se não há prana, há apenas o vazio, o oposto da vida.
   Alice, o fato de poder ter percebido a mudança energética dentro de você após este encontro, mostra que você é um ser sensível e isto é um dom muito valioso, que você conseguiu manter consigo até hoje. Agora, você precisa aprender a usar esta sensibilidade ao seu favor e não deixar que ela seja algo que te cause dano. 
   A sensibilidade é uma arma muito poderosa, capaz de agir também como escudo, e não, ao contrário do que muitos pensam, uma fraqueza ou uma característica sua que te faz ser mais vulnerável do que os demais. Você apenas precisa explorar a sua sensibilidade, para então conhecê-la a fundo e assim fazer dela sua melhor aliada.  
   Veja bem, a mesma sensibilidade que te permite sentir todos os efeitos de quando alguém esta tomando sua energia é a mesma sensibilidade que te permite, numa fração de segundo, perceber todo o cenário ao seu redor. É esta mesma sensibilidade que, se trabalhada da maneira correta, te permite enxergar através de cada indivíduo, descobrir o que cada um pensa e as suas verdadeiras intenções. E isto é mais do que usar a sua sensibilidade ao seu favor, isto é experimentar a realidade de que você e ela são uma só. É descobrir que nunca houve uma linha que as divide.
   Isto pode parecer difícil à primeira vista, mas você não deve preocupar-se. Esta habilidade é a sua natureza, você nasceu com ela, agora você só precisa ir tomá-la nas profundezas do seu ser. Você nasceu não apenas com o dom da sensibilidade, mas também com o potencial para lapidá-la. Em verdade, todos nascem assim, mas o que ocorre é que estas são qualidades divinas do ser-humano que vão se perdendo com o tempo devido às capas de idéias e medos que se constroem e se acumulam ao longo da vida.
   Agora você só precisa fechar os olhos e decidir no seu coração que você tem controle absoluto sobre toda a energia que há em você. Que você e o Universo não estão separados, mas sim que você esta conectada a ele por serem uma só Existência. E ter consciência de estar conectada ao Universo significa estar conectada ao Universo, bem como o oposto também é verdadeiro.
   É possível afirmar que todos estão conectados ao Universo e logo ao seu poder, o que é verdade, pois a Existência é uma só. Entretanto, se não há esta consciência plena, não há esta conexão. Para aquele que esta inconsciente disso, esta conexão não se faz presente no plano da sua vida, ele não é capaz de sentir o seu poder, então isto é o mesmo que não estar conectado.
   Você deve se lembrar também, que o sentimento de obrigação que você tem para com os seus pais e com a sociedade em geral é apenas uma idéia que dispersa a sua energia. 
   Faz parte do seu crescimento nutrir o desejo de levar alegria àqueles que estão em volta de você e de dar e retribuir amor. Porém, você deve primeiramente se preocupar em concentrar as suas energias em você mesma. Você precisa mais uma vez fechar os olhos, respirar e sentir a energia do Universo circulando dentro de você. Você vai senti-la, Rita promete. Ela esta aí e sempre esteve. E é a partir daí que você poderá fazer felizes aos demais abençoando-os com o seu prana, e isso é o que eles realmente precisam. Isto irá nutri-las cada vez que estiverem diante da sua presença. Mas esta energia precisa ser compartilhada de maneira consciente, como você sendo um sol, que emite raios a todos sem nunca se exaurir. Esta é a percepção que você deve ter de si mesma. 
   Alice, você conseguirá tudo o que você quer. Você conseguirá encontrar o rapaz certo que agradará a  você e também aos seus pais. Tudo isto virá de maneira natural. Apenas lembre-se que quanto mais você concentra a sua energia para você, mais você irá fluir com a Existência e irá atrair tudo o que sua alma deseja para o seu ser.
   Rita também quer que você saiba que o medo também é uma outra maneira de dispersar o tão valioso prana. Você precisa bloquear o prana para dar lugar ao medo, pois os dois não podem ser experimentados ao mesmo tempo. O medo é como a noite, apenas uma ilusão. O Sol esta aí atrás, mas como há uma sombra que o encobre, ninguém pode vê-lo. Uma vez que o Sol aparece, ele faz cessar a ilusão da noite. Você não pode experimentar o dia e a noite ao mesmo tempo. De maneira similar, quando o prana volta, o medo já não pode estar aí, ele só aconteceu porque o próprio ser-humano, através da sua mente, impediu o fluxo do prana com alguma idéia que o bloqueia e que não permite que ela contemple a perfeição da Existência. Portanto, você deve deixar o prana fluir em você, abandonando o medo e tirando as dúvidas do coração.
  O medo de que episódios como aquele aconteçam novamente irá desaparecendo conforme você conhece melhor a sua sensibilidade e aprende a lidar com ela. O seu potencial como ser sensitivo não tem limites, e para que você possa uma dia chegar a usá-lo dentro do nível da perfeição, basta praticar a sua consciência plena. É ela que te permitirá enxergar tudo o que ser sensível é capaz de fazer por você.
   Pratique sempre estar consciente, em todos os momentos, em todas as suas tarefas e até mesmo no lazer. E sempre que olhar em volta e sentir que algo esta errado, que a atitude de alguém te desperta qualquer sensação incômoda, primeiramente escute o seu coração. Procure não entrar na freqüência desta pessoa, em outras palavras, procure não jogar o jogo que ela parece estar querendo que você jogue. Não direcione suas energias a ela, procure não olhar nos seus olhos. Ao contrário, faça ela entrar na sua freqüencia de amor e compaixão. Você tem o poder para isso. Apenas concentre a sua energia em você mesma. Respire fundo por um segundo, sinta o poder infinito que há em você. Visualize-se dentro de uma esfera de luz branca e esta luz se expande e abençoa a todos que estão ao seu redor. Visualize que esta mesma luz branca também preenche todo o seu ser.  
   Use a sua sensibilidade para observar à sua volta, perceber o que é óbvio bem como o que é muito sutil, intuir, ver além do que os seus olhos vêem. 
   Descubra a energia vital que existe em você, bem como o seu poder para decidir a melhor maneira de utilizá-la. Quando você desenvolve a consciência sobre o seu prana, você esta fazendo do mundo um melhor lugar para viver, pois você percebe então que pode nutrir quem quer que seja desta sua energia de amor. E isto é diferente de deixar que sua energia se disperse e inconscientemente permitir que outros a extraiam de você de maneira alheia à sua vontade. Neste processo, ninguém esta crescendo, já que ninguém neste instante se moveu em direção ao amor e à compaixão. Você apenas sentiu medo, por ver-se desprovida de algo que antes estava com você, o prana. Enquanto o outro, por sua vez, se sentiu melhor por apenas alguns instantes, mas se ele continua vibrando na mesma frequencia de antes, esta apenas irá afastar o prana dele mesmo novamente. Assim, tanto você quanto o outro resultaram desenergizados. É apenas um grande desperdício de movimentos de energia, que poderia ter sido direcionada ao crescimento espiritual de ambos.
   Querida Alice, conhecer e saber lidar com o próprio prana é conhecer a si mesma e é parte do caminho à iluminação, à consciência suprema. Todo este poder já esta em você. Você é feita dele, basta você decidir agora que esta disposta a experimentar o verdadeiro encontro com você mesma, e esse também será um encontro com Deus.

Com amor,

Rita Cascia
  
  
*PARA SE TORNAR UMA SEGUIDORA DO BLOG, CLIQUE NO BOTÃO “FOLLOW” À ESQUERDA E FAÇA LOG-IN COM SUA CONTA DE GOOGLE (A MESMA DO ORKUT), TWITTER OU YAHOO!