domingo, 22 de junho de 2014

Só eu que insisto para nossa relação dar certo.

Pergunta: Bomm dia Rita tudoo bem??
Primeiro queria agradecer voce pelas suas palavras, pois me ajudam muito e a forma como voce pensa sobre os relacionamentos se encaixa perfeitamente com o que eu penso. Bom, mas vamos la...
Eu namoro ha 1 ano com uma pessoa que no inicio era tudo que eu sempre quis, porem desde dezembro de 2013 eu nao consigo confiar nele. Ele pisa muiiiito na bola comigo, faz varias coisas que me magoam, como por exemplo ficar de conversinha com as amigas dele no facebook (ele nao sabe que tenho a senha dele) grava o telefone de mulher na agenda do celular com nome de homem, recebe mensagem e nao me deixa ver, tem uns amigos que sinceramente sao pessimas companhias (questao de droga de carater), bebe muito, as vezes ate passo vergonha por conta das coisas que ele faz quando bebe..é um pessoa que se tornou de uns tempos pra ca, bipolar e muito grosso comigo, ele diz que eu tiro ele do serio! Tudo porque tento conversar pra ele melhorar essa situação, diz que eu sou possessiva...mas tem como confiar nele desse modo??? Ele diz que eu sou apenas a namorada, que nao preciso saber da vida dele, que nao é casado comigo pra ficar me dando satisfação ... como aceitar isso??!!
Porem a historia é bem mais complexa, pois ele ja operou de um tumor na cabeça, e a criação que ele teve por conta disso, deixou ele extremamente mimado, entao nao aceita ser contrariado, nem que chamem atenção dele...nadaa que nao seja do modo dele, acaba dando um jeito de estressar, brigar e fazer um drama num copo d'agua por qualquer coisa.
Sem contar o fato de que adora ser agradado, e não é da minha personalidade ficar agradando as pessoas... dou carinho, mas agradar de ter que ficar perguntando "o que aconteceu meu amor..." gosto de ser transparente e falar na lata oque me incomoda, ele é muito imaturo nessa parte, fica guardando e de repente, estoura e sai de baixo pq vem bomba..
Em relacionamentos passados eu nunca agi de tal maneira que colocasse como o ponto primordial da minha vida um namorado e acabasse deixando de lado ate mesmo amigas, família ... não queria estar assim tão desequilibrada, como estou agindo ultimamente.
Namoro ha 1 ano com esta pessoa, porem de uns 4 meses pra cá, é só stress… Dorme bem e acorda mal humorado e assim permanece o dia todo...depois do nada resolve melhorar. Eu amo meu namorado, porém não sei o que faço ou como agir com essas atitudes dele.
Eu sempre perdoei esses deslizes dele, mas me pergunto se compensa continuar numa relação onde só eu insisto para que de certo, onde ele nao se esforça e sempre da mancada comigo.
Em quase todas as brigas que temos ele pede para que eu termine com ele, sempre faz isso. E eu sempre desculpo e continuamos juntos. Nao acredito que ele seja uma má pessoa, porem não entendo o comportamento dele...e só sofro com isso, pois nunca sei se no dia seguinte estaremos juntos ou tera mais uma crise por parte dele e mais um pedido pra que eu termine o relacionamento...mas se ele realmente quisesse terminar, ja o teria feito.
Estou em duvida entre tentar de novo, pois imagino se terminar com ele, vou acabar frequentando os mesmos lugares, vendo ele com outra pessoa, porque sei que se eu terminar, ele pode ate sofrer, mas é tão orgulhoso que nao é capaz de voltar atras e pedir pra voltar...mesmo sofrendo ainda gosto dele, e nao sei o que fazer…
(Enviado por Marilene)


Rita:
           
Querida Marilene, 

Uma personalidade manipuladora só pode subsistir enquanto existir um manipulado, ou melhor, alguém que esteja disposto a jogar o jogo da manipulação. Estas palavras “você me tira do sério”, são palavras típicas do caráter manipulador.


A pessoa quer fazer você acreditar que o culpado pelo mal-humor dela é você. Mas veja, cada um é responsável pelos seus próprios sentimentos. Se uma criança faz algo errado e os pais gritam com ela, a culpada pelos pais gritarem não é a criança, mas sim os próprios pais que não souberam se controlar. Eles traziam outros problemas pessoais e descontaram na criança. A raiva já estava ali e a criança foi apenas o catalisador da mesma. O instrumento do qual os pais se utilizaram para exteriorizar a raiva que já existia.


Porém, uma criança geralmente irá crer que ela é a culpada. Há algumas que desde pequenas não crêem, que já nascem com uma personalidade que não se deixa manipular, nem mesmo pelos pais. Você talvez não tenha sido exatamente assim, e esta bem, porque a técnica de ter controle sobre a própria vida, se não se nasce com ela, se pode aprender. É uma técnica que deve ser exercitada dia-após-dia, como um músculo que se quer trabalhar. Isso é parte do processo de aprimoração da mente e da personalidade.


Existem muitos casais em que o marido foi um dia de uma personalidade desafiadora como a do seu namorado, até mesmo com sérios problemas de alcoolismo, mas que hoje, depois de muita astúcia e destreza da mulher, o marido se tornou maleável porque chegou a um ponto que admitiu que necessita dela e que estará melhor se se deixar guiar pelos princípios da mesma. Por tanto, é necessário muita força da sua parte se você quiser levar esse relacionamento adiante. E isso é perfeitamente possível.


Você esta certa ao dizer que se ele quisesse terminar já teria terminado. Se vocês ainda estão juntos não é apenas porque você se esforça para que dê certo ou porque perdoa, mas sim porque ele não quer deixar você ir. Ele necessita muito de você, mas é arrogante demais para admití-lo. Então ele pede para você terminar com ele com a certeza de que você não irá terminar, pois ele esta acostumado a como você disse, ser mimado, ou seja a ter pessoas ao redor dele fazendo exatamento aquilo que ele espera que elas façam.


O que você não esta percebendo é que você também esta mimando ele quando você tenta fazer dar certo, ou seja, aceitando o mau-comportamento dele. Ou seja, sua concepção de fazer dar certo no momento, é aceitar certas coisas que são inaceitáveis. As amizades dele que você diz não serem de bom caráter é um fator inaceitável, o álcool é inaceitável e o mau-humor enquanto você estiver por perto é inaceitável. Essas são três coisas que você deve ter clara que são inaceitáveis e você deve comprometer-se com você mesma a não aceitar nada disso em hipótese alguma.


Agora vem a questão: “como não aceitar?” Você não pode fazer ele deixar essas amizades de uma hora para outra, nem deixar de beber da noite para o dia, nem ficar bem humorado de repente. Mas você tem poder sobre o seu pŕoprio corpo. Você tem liberdade total de fala e de movimento. E você pode ter se esquecido disso até então.


Um elefante que cresce amarrado numa árvore esquece da força que tem e quando se torna adulto, o dono pode deixá-lo amarrado a uma árvore bem fina por uma corda bem fraca e o elefante não tentará se soltar. Ele poderia arrancar uma árvore enorme com raiz e tudo mas ele não irá nem tentar porque ele já esqueceu a força que tem.


Você deve se lembrar disso sempre: a força do poder feminino que existe em você. E esse poder vem diretamente do Universo. Talvez uma criança não possa sair da casa dos pais porque não sabe para onde ir, então se os pais têm uma má-atitude, ela sentem que precisam estar ali ainda, ao lado deles. Não é o seu caso. A sua maneira de demonstrar que certas atitudes são inaceitáveis é retirando-se do local, é escolhendo não estar perto daquele que faz você se sentir desconfortável. Você não é obrigada a estar do lado de alguém que está adotando uma atitude de desrespeito em relação a você.


Além do mais, ninguém desrespeita alguém que se respeita. Por isso, a sua maneira de se respeitar é ir embora da casa, é caminhar na direção oposta dele, é parar o automóvel e descer, é dizer: “Você vai se portar assim, então eu me vou, me chame quando tiver mudado sua atitude.” E essa é a sua forma de despertar consciência nele porque ele não tem consciência do que tem feito.  


Ele pode ter sido mimado até agora e ter pessoas em volta dele tentando satisfazê-lo ou preocupando-se se as necessidade dele estão sendo atendidas. Você não é uma dessas pessoas. Não mais a partir de agora. Você quer amá-lo, mas amar não é o mesmo que permitir que o outro te desrespeite para que ele se sinta melhor. Você deve deixar claro que você esta nesse relacionamento para respeitar e ser respeitada. Você tem muito amor para ele mas você precisa fluir e ser feliz para poder dar esse amor. Se você estiver infeliz, você não poderá dar amor. Se você permanecer do lado dele mesmo enquanto ele faz coisas que para você no seu coração, estão erradas, você estará apenas alimentando o ego dele e isso não o ajuda em nada a ser mais consciente.


Note que você não precisa discutir, nem conversar, nem criticar ou chamar a atenção. Você apenas deve dizer que existem tipos de comportamentos que você não esta disposta a admitir numa relação e que você não é obrigada a estar ao lado dele naquele momento. E você precisa por em prática a parte mais importante que é de fato virar as costas e sair. Essa é a única maneira que fará ele sentir um pouco do que você sentiu.


Se ele não tem empatia com as pessoas, você irá ensiná-lo a ter. E, ao menos uma vez, quando ele disser que quer terminar o namoro, você precisa ter a coragem e a confiança de dizer: “Esta bem, se é isso que você quer, eu aceito, porque o que eu vejo é que nós dois estamos apenas nos machucando nesse relacionamento.” E então deixar que ele venha atrás. Ele precisa passar por essa experiência com você ao menos uma vez porque isso é parte de ajudar a quebrar essa carapaça de orgulho. Você precisa fazer isso ao menos uma vez para que ele veja que estava enganado quanto a você.


A partir de hoje diga a si mesma todos os dias que você é forte e auto-confiante. E você merece alguém que goste de você assim, forte e auto-confiante. Rita tem visto casos, tanto de homens quanto de mulheres, que preferem vestir-se de pessoas manipuláveis porque pensam que seus parceiros o preferem assim. No dia em que eles mudam e decidem ser auto-confiantes apenas um de dois resultados tomam lugar: ou eles descobrem que estavam certos, ou seja, que os seus parceiros realmente só querem alguem que eles possam manipular, por isso o relacionamento chega ao fim, ou seus parceiros começam a respeitá-los mais e suas relações melhoram em todos os sentidos. A boa notícia, é que a última hipótese consiste na maioria dos casos.


Lembre-se que essa é a sua vida e só você pode vivê-la. Sua essência é a felicidade, portanto deixe que a mesma transpareça sem medo e apenas experiências positivas virão até você.


Abraços,


Rita Cascia

*SE VOCÊ APRECIA MEU TRABALHO, FAVOR CLICAR NOS NOSSOS ANÚNCIOS COMO FORMA DE APOIAR ESTE WEBSITE! OBRIGADA!!!

*PARA SE TORNAR UMA SEGUIDORA, CLIQUE NO BOTÃO “JOIN THIS SITE” À ESQUERDA E FAÇA LOG-IN COM SUA CONTA DE GOOGLE, TWITTER OU YAHOO!